greve à vista

Será que o Bolsonaro sabe? Os caminhoneiros prometem greve no dia 21 de maio se houver qualquer reajuste no diesel e se o piso mínimo do frete continuar a ser desobedecido.

não dá. tem que investigar

O que aconteceu no IML de Maringá com uma família de Mato Grosso tendo que esperar cerca de 20 horas pela liberação do corpo de um parente, vítima de acidente de trânsito, passou do tolerável.
Por mais que o IML justifique precisa ser alvo de uma profunda investigação.

descaso

E nada de arrumar isso! Vem desde a gestão do Silvio Barros II.
Os moradores próximos e quem passa pelo local estão por conta.
Fica na Avenida Nildo Ribeiro da Rocha, há cerca de 200 metros da UPA Zona Sul.

fim

Muito esquisito hoje, na banca de jornais, não ver mais essa imagem!
A última edição foi ontem.

nunca é demais repetir

Para ninguém chiar ou ficar de cara feia eu torno a repetir:
Como fiz na votação do Refis do IPTU de Maringá informarei,
com nome e foto, como votou cada um dos deputados estaduais de Maringá e da região no projeto que propõe o fim da vexatória, imoral e vergonhosa aposentadoria dos ex-governadores do Paraná, hoje, mais de R$ 30 mil por mês.

quarta-feira, 17 de abril

Olá Pessoal! Uma abençoada quarta-feira a todos neste que é o Dia Internacional de Luta dos ‘guerreiros’ Trabalhadores do Campo que sofrem tanto, são explorados, maltratados e se não bastasse
ainda querem dar uma retumbante rasteira em sua sagrada aposentadoria.

pepino para o ratinho

O ‘promissor’ governador Ratinho Junior já arrumou pra cabeça. Depois de anunciar que os servidores não terão reajuste salarial neste ano os professores decidiram marcaram uma paralisação. Será no próximo dia 29, data que marca o sangrento confronto de 2015 no Centro Cívico, lembra Dr. Batista que votou contra a categoria?

Para o presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa, só há um caminho para o drama do Contorno Sul. Ouça:

Para Mário Hossokawa só há um caminho para o Contorno Sul. Ouça:

Posted by Lauro Barbosa on Tuesday, April 16, 2019

cada macaco no seu galho

Há ‘xis’ anos atrás era assim nas missas da igreja católica de Flórida, onde fiz a primeira comunhão. Nas fileiras da esquerda só homens e na direita só mulheres. No caso das mulheres, as casadas de véu branco e viúvas de véu preto.

abuso

O paranaense está muito pu** porque numa cacetada só a Sanepar deve reajustar a tarifa de água em 12,13%, bem maior que a inflação e a maior dos últimos anos. E já que perguntar não dói, até quando Maringá continuará com a empresa, que há cerca de 10 anos estaria operando, ilegalmente, no município?

mais baratos

Que bom! Baixou o preço do etanol e da gasolina. R$ 2,99 e R$ 4,19.
Em Atalaia.

pauta

Vamos ficar de olho porque é dia de sessão na Câmara de Maringá.
Sob o comando de Mário Hossokawa os vereadores apreciarão 11 projetos de lei e 27 requerimentos de informação.

A sessão contará com pauta de cerimonial, quando integrantes do projeto Terapia da Alegria receberão o título de Mérito Comunitário.

Em primeira discussão, o vereador Onivaldo Barris apresenta projeto para conceder o Prêmio Compromisso com a Educação, realizado a cada biênio, como reconhecimento às escolas municipais que tenham obtido melhor desempenho e maior evolução nos indicadores do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

De acordo o projeto o prêmio deverá ser entregue em sessão ordinária da Câmara de Maringá, com a participação da Secretaria Municipal de Educação e do Conselho Municipal de Educação, em data que mais se aproxime, preferencialmente, de 28 de abril – Dia da Educação – ou de 15 de outubro – Dia do Professor.

Um projeto do Executivo chega para a primeira discussão e altera o nome da Secretaria Municipal da Mulher, Igualdade Racial, Juventude e Pessoa Idosa (Semulher) para Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres de Maringá (SPPMM).

Outro projeto, também do Executivo e em primeira discussão, altera texto da Lei 7.380, de 26 de dezembro de 2006, que trata da Conferência Municipal de Saúde e do Conselho Municipal de Saúde.

Vem para a segunda discussão projeto que tem como objetivo a prevenção contra engasgamentos de recém-nascidos. O projeto tem coautoria dos vereadores Belino Bravin e Dr. Jamal.

O vereador Alex Chaves é autor da homenagem que durante a sessão concederá o título de Mérito Comunitário para os integrantes do projeto Terapia da Alegria, desenvolvido por uma associação sem fins lucrativos e que tem por objetivo levar alegria e bem-estar a pacientes internados em hospitais e asilos por meio da linguagem do palhaço.

Haverá uso da tribuna pelo chefe do Núcleo Regional de Educação de Maringá, o professor Luciano Pereira dos Santos. A convite do vereador Sidnei Telles, ele falará sobre as ações na área da Educação este ano em Maringá.

terçA-FEIRA, 16 DE ABRIL

Oi Pessoal! Para que o nosso dia seja cheio de coisas boas eu dedico a vocês esta maravilha da natureza que é uma florzinha de quiabo bem ao lado da minha casa. Veja que tem até um bichinho nela.
Bom dia!

buraqueira

Eu gostaria de saber o que o Dr. Batista faz na Assembléia Legislativa. Veja só o estado das rodovias da região. Pior que queijo suíço.

outra de flórida

No alto de uma parede o quadro da minha inesquecível professora do primário, Denise Cardoso de Albuquerque, hoje nome da escola.

incêndio em paris

Neste momento um grande incêndio atinge a histórica Catedral de Notre-Dame, em Paris. A maior preocupação é saber se é por acidente ou ato terrorista.

meu passado

Pessoal, cheguei. Eu estava em Flórida onde vivi inesquecíveis momentos da minha vida. Minha maior emoção foi rever a igreja, onde fiz a primeira comunhão. Até a cruz com Cristo crucificado é a mesma!

segunda-feira, 15 de abril

Olá Pessoal!
Uma abençoada segunda-feira para todos e uma semana cheia de conquistas! Mas tem que correr atrás tá, porque nada cai do céu.
Bom dia!

palavra do líder

Eu sei que é difícil de acreditar. O vereador Alex Chaves afirma que não é para defender o prefeito que está como líder dele na Câmara.

Eu sei que é difícil de acreditar. O vereador Alex Chaves afirma que não é para defender o prefeito que está como líder dele na Câmara.

Posted by Lauro Barbosa on Sunday, April 14, 2019

mais ferro

A mais nova do Bolsonaro é a proposta de correção do salário mínimo só pela inflação. Sem nenhum aumento real.
Cadê os paneleiros?

tem que aparecer

Quando que o Observatório Social vai se explicar (ou se retratar) diante do presidente da Câmara, Mário Hossokawa? A bronca dele é grande: “Dificilmente a gente vê alguém do Observatório participando de sessão ou mesmo chamando reuniões com a gente. No início do ano,
ue eles simplesmente pedem uma quantidade absurda de documentações, para diversos setores da Câmara, e acabam se equivocando na divulgação dessas informações, muitas das quais, inclusive, disponíveis no Portal da Transparência e no site da Câmara”.

domingo, 14 de abril

Pessoal, hoje é dia de estar com a família. De curtir e comemorar bastante com ela, porque é o nosso sagrado berço!
Bom dia!

aos menos avisados

Pra não dizer que peguei ninguém no contrapé ou que fui injusto, já vou logo avisando. O deputado de Maringá que votar a favor ou contra o fim da vergonhosa aposentadoria dos ex-governadores terá publicado aqui, “com nome e foto”, a sua opção.

justiça

Político verde ou de primeira viagem precisa saber de uma coisa.
O pobre geralmente paga o IPTU em dia porque sabe se atrasar se lasca todo e corre o risco de perder a casa. Daí a justa necessidade de dar uma mão.

amigos amigos

O bom para o prefeito é que não vai precisar vetar o reivindicado Refis do IPTU. Seis votos contrários preveniram o desgaste.

sábado, 13 de abril

Oi Pessoal! O meu bom dia vai para quem quem ser feliz neste sábado, muito, mas muuuuuuuiito feliz… afinal, merecemos né.

Câmara contesta informações divulgadas pelo observatório social

Precisa ver quem é o responsável – ou os responsáveis – pelo levantamento de dados para o Observatório Social de Maringá
porque não se deve brincar com coisa séria. Como no caso da Câmara que está contestando a divulgação dos dados referentes a 2018.

Veja:

‘Dados da Câmara Municipal de Maringá foram deturpados pelo Observatório Social de Maringá (OSM), que divulgou, no último dia 10, balanço das atividades desenvolvidas no ano de 2018 envolvendo fiscalização dos poderes legislativo e executivo municipais.

Mesmo com a disponibilização – em janeiro deste ano – de todos os ofícios relacionados às faltas justificadas e não justificadas dos vereadores, o OSM divulgou erradamente o total do número de sessões e número de sessões que contaram com a participação dos 15 vereadores.

Para o presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa, o OSM comete injustiças e não aceitou realizar um trabalho de acompanhamento mais aproximado. “Dificilmente a gente vê alguém do Observatório participando de sessão ou mesmo chamando reuniões com a gente. No início do ano, eles simplesmente pedem uma quantidade absurda de documentações, para diversos setores da Câmara, e acabam se equivocando na divulgação dessas informações, muitas das quais, inclusive, disponíveis no Portal da Transparência e no site da Câmara”, lamenta.

ENTENDA
Conforme balanço do setor de Cerimonial da Câmara, durante o ano de 2018 foram realizadas 81 sessões ordinárias. Neste período, 44 sessões ordinárias contaram com a participação dos 15 vereadores. No slide da apresentação do OSM, erroneamente eles citaram 83 sessões ordinárias e 32 sessões ordinárias contando com a participação dos 15 vereadores.

As faltas justificadas dos vereadores têm explicação. No primeiro semestre de 2018, algumas sessões não contaram com a presença do presidente da Câmara, Mário Hossokawa, que fez cirurgia no coração e teve de se afastar por quase dois meses do plenário. Além disso, Do Carmo, Homero Marchese e Odair Fogueteiro se afastaram com licenças para fazer campanha nos períodos de 60, 30 e 31 dias respectivamente.

Durante todo o período legislativo de 2018, foram apenas seis faltas sem justificativa, as quais renderam desconto no pagamento mensal do subsídio dos vereadores ausentes. Marchese teve duas faltas, Do Carmo outras duas faltas, e Flávio Mantovani, Mário Verri e Odair Fogueteiro, uma falta cada um.

A Câmara de Maringá esclarece que, conforme anexado em seu Sistema Eletrônico de Informações (SEI), a maioria das faltas é justificada, o que envolve atestados médicos e representações da Casa de Leis em eventos institucionais que ocorrem no Estado e também em Brasília (DF), além, é claro, das licenças autorizadas para as campanhas eleitorais.

Segundo dados também revelados pelo OSM, os vereadores desta gestão são os que menos faltam sem justificativas, sendo 6 faltas em 2018 e apenas 4 faltas em 2017, contra, por exemplo, o elevado número de 46 faltas sem justificativa em 2016 – último ano da gestão anterior.

Ainda conforme o Cerimonial da Câmara, no total foram 98 sessões no ano de 2018, sendo 81 ordinárias, 6 sessões extraordinárias, 9 sessões solenes e 2 sessões especiais. Nas sessões solenes, os vereadores são convidados a participar, mas não são obrigados a estarem presentes, inclusive não rendendo descontos de subsídio nestes casos.

PAUTA DA ORDEM DO DIA
Entrando no mérito da questão e não em procedimentos legais envolvendo o funcionamento da Casa de Leis, o OSM questiona ainda o horário da divulgação da Pauta da Ordem do Dia no site da Câmara de Maringá.

De acordo com o OSM, a Pauta da Ordem do Dia seria entregue em horário muito próximo da realização da sessão ordinária, fato discordado por Hossokawa. “A Pauta da Ordem do Dia fica disponível cerca de 15 horas antes de a sessão começar. É o que conseguimos adiantar, pois respeitamos o regimento interno, que dá ao vereadores da Casa o direito de protocolar emendas e requerimentos em regime de urgência até às 17 horas do dia anterior à sessão”, explica.

A Câmara de Maringá esclarece que, conforme o Regimento Interno, no Capítulo II – Das Sessões Ordinárias, artigo 119, parágrafo 1º, a pauta da Ordem do Dia, “quando não anunciada em sessão, e os avulsos das matérias nela constantes serão entregues até 4 (quatro) horas antes do início da sessão.”

A entrega da pauta da Ordem do Dia deve ser garantida com até 4 (quatro) horas de antecedência para que os vereadores tenham tenho hábil para se prepararem para a sessão, que envolve, além de apreciação e discussão de projetos de lei e requerimentos de informação, ainda uso da tribuna para a troca de ideias durante o pequeno e o grande expediente.

A Câmara de Maringá informa que esse prazo é respeitado e, após todo o trâmite envolvendo a feitura da pauta em diversos setores internos legislativos, procura divulgar em seu site oficial, entre 18h e 19h, o que corresponde ao tempo hábil de aproximadamente 15 horas de disponibilidade da pauta antes do início das sessões ordinárias.

Também um dia antes das sessões ordinárias, o setor de Comunicação Social se coloca à disposição da imprensa para dúvidas e questionamentos, além de envio de matéria jornalística e a pauta completa da ordem do dia tão logo os setores legislativos da Câmara tenham finalizado os trâmites com o documento’.

discordância

Sobre o Refis do IPTU que para lástima e desespero dos devedores foi rejeitado e que por certo ainda vai render muito o vereador Mário Verri foi curto e grosso. Disse que não concorda com vereador que baixa a cabeça e vota com ordens que vem do outro lado da praça.

vinil

Eu sou a nata do lixo,
Sou do luxo da aldeia,
Sou do Ceará.

charge

De Amarildo Lima, em Humor Político.