Daily Archives: outubro 2, 2018

Atacadão inicia construção de nova unidade em Maringá

Agora é para confirmar a grata notícia que eu já havia dado em primeira mão. Nesta quarta-feira o Atacadão inicia a construção de sua nova unidade no limite entre Maringá e Sarandi, nas antigas instalações da Madeireira Nicoletti. Serão 6 mil e 200 metros quadrados de construção. A previsão é que irá gerar cerca de 800 empregos diretos. A inauguração deve ocorrer no início de 2019.

Maringá atingiu em setembro a maior arrecadação de ISSQN de sua história

A Prefeitura de Maringá registrou no mês de setembro um novo recorde de arrecadação de Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN): R$ 14,501 milhões. O aumento foi 10,84% superior em relação ao mesmo mês do exercício anterior, acumulando uma arrecadação de R$ 123,4 milhões de janeiro a setembro deste ano, o que representa 18,28% a mais do que o volume registrado no mesmo período de 2017, quando o município arrecadou R$ 143,086 milhões durante todo o ano.

Vacinação contra HPV segue disponível nos postos de saúde e na secretaria de saúde

tempo

Tempo abafado em Maringá. Previsão de chuva até o fim do dia.

a saber

Câmara Municipal de Maringá-PR

É preciso ver que interesse político estaria atrapalhando a votação na Câmara de Maringá do providencial projeto sobre a instalação de câmeras de monitoramento nas escolas do Município. A reclamação foi feita na sessão desta terça, pelo vereador líder do prefeito Jean Marques.

cruz

É dia de pagar pecados. Perícia no INSS.

pauta

Sob o comando do Presidente Mário Hossokawa os vereadores de Maringá irão votar nesta terça-feira os seguintes projetos:

Em primeira discussão, projeto do vereador do vereador William Gentil (PTB) que dispõe sobre a afixação de cartazes em estabelecimentos que comercializam o cachimbo do tipo narguilé e seus derivados contendo advertência aosconsumidores acerca dos riscos inerentes ao consumo desse produto. Os cartazes terão dimensões mínimas de 210 milímetros por 297 milímetros e deverão ser fixados em local visível ao consumidor, junto ao balcão de atendimento ou caixa do estabelecimento. A ausência do cartaz resultará em notificação do estabelecimento com prazo de 30 dias para cumprir a lei. Caso contrário, o estabelecimento receberá multa de R$ 500,00 que será dobrada a cada nova notificação.

Em primeira discussão, projeto de lei complementar do Executivo do vereador Onivaldo Barris (PHS) alterando a lei complementar 1.092/2017 que dispõe sobre a concessão de isenções, reduções e demais formas de benefícios relativos ao pagamento de tributos municipais, assim como define critérios para sua concessão. A mudança adiciona o parágrafo único ao artigo 7.º da lei complementar 1.092/2017 com a seguinte redação: “A Administração Municipal, por intermédio da Secretaria competente, fornecerá a lista de concessão de isenções, reduções e demais formas de benefícios relativos ao pagamento de tributos municipais ao setor responsável, antes da emissão das guias de recolhimento do IPTU, para posterior emissão dos carnês.”

Em primeira discussão, projeto do vereador Jean Marques (PV) alterando a redação da lei 8.707/2010 que disciplina o serviço de mototáxi em Maringá. A mudança estabelece que para ser condutor autônomo pessoa física, cuja atividade for desenvolvida em ponto livre, o solicitante não poderá ter cometido infração de trânsito grave ou gravíssima, durante os 12 meses que antecederem o pedido de autorização.

Em primeira discussão, projeto do vereador Jean Marques (PV) denominando Pioneiro Sérgio Ruy a Rua 27.207, situada na zona 27.

Em primeira discussão, projeto do vereador Alex Chaves (PHS) outorgando à senhora Maria Iraclézia de Araújo o título de Cidadão Benemérita de Maringá.

Em segunda discussão, substitutivo ao projeto do vereador Flávio Mantovani (PPS) dispondo sobre aplicação das sanções e multas da lei 10.467/2017 aos estabelecimentos que comercializarem o composto do grupo químico dos carbamatos e organofosforados denominado chumbinho. Os estabelecimentos estarão sujeitos às sanções e multas previstas na lei 10.467/2017 como advertência por escrito; multa no valor de R$ 2.000,00; destruição ou inutilização dos produtos; suspensão parcial ou total das atividades; sanções restritivas de direito, sem prejuízo de outras sanções civis ou penais aplicáveis, previstas na legislação.

Em segunda discussão, projeto do Executivo autorizando o município de Maringá a permutar áreas de terras 72-A-1, com 317,36 metros quadrados, remanescente da Gleba Patrimônio Sarandi, de sua propriedade, com a faixa de terras, de 381 metros quadrados, destacado do lote 71, destinado ao alargamento da Avenida Ambrósio Bulla. Fica estabelecido que com a compensação de valores entre as áreas a serem permutadas haverá pagamento da diferença em favor do município de Maringá.

Em segunda discussão, projeto do Executivo alterando a lei 10.624, de 04 de julho de 2018, para acrescer a previsão de concessão de diárias para viagens internacionais dos agentes públicos do município de Maringá. Quando se tratar de viagem internacional, o ato autorizatório fixará o valor da respectiva diária. O Poder Executivo deverá regulamentar a norma acrescida por meio de decreto normativo, levando em conta o interesse público na participação do evento, bem como a razoabilidade dos valores, previamente analisados por setor competente.

Em segunda discussão, projeto do vereador William Gentil (PTB) dispondo sobre a instituição do projeto Adote uma Horta Comunitária no município de Maringá. O objetivo é possibilitar à Administração Municipal que ceda espaço publicitário nos locais onde estão implantadas as hortas comunitárias em troca de doações realizadas pelos interessados ao local escolhido. Ficam proibidas de participar do projeto empresas que atuam no ramo de bebidas alcoólicas e de tabaco. Poderão participar do projeto pessoas físicas ou jurídicas que realizarão a doação na forma de prestação de serviços tópicos referentes à parte estrutural ou através da entrega de insumos e equipamentos em geral para uso nas hortas comunitárias.

Em segunda discussão, projeto do vereador Sidnei Telles (PSD) denominando Professor Geraldo Altoé a escola municipal em construção na Avenida Carlos Correa Borges, entre as Ruas Maria Aparecida da Silva Martelli e Vereador Aristides Conteçotto.

Em segunda discussão, projeto do vereador Altamir Antônio dos Santos (PSD) denominando Hideko Taniuchi a Rua 49.004, situada na Zona 49.

Em segunda discussão, projeto do vereador Carlos Mariucci (PT) denominando Pioneiro Mário Cordioli a Rua 57.011, situada na Zona 57.

Em terceira discussão, projeto do vereador Alex Chaves (PHS) alterando a redação da lei 4.713/98 que autoriza a marcação de consultas médicas por via telefônica nos postos de saúde do município para pessoas com idade igual ou superior a 55 anos, idosos, gestantes e pessoas com deficiência. O serviço também será disponibilizado pela internet desde que exista um cadastro prévio na respectiva unidade de saúde. Para receber o atendimento do serviço agendado por telefone ou internet o paciente deverá apresentar, na ocasião da consulta, documento oficial com foto ou o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Durante a sessão também serão votados 28 requerimentos de informação em discussão única.