Daily Archives: abril 4, 2019

triste realidade

Pra matar maringaense de inveja.
Em Campo Mourão.

pavio curto e só

O pau comeu ontem pra cima do ministro pavio curto Paulo Guedes. Falou falou e nada convenceu. Pelo contrário. Irritou ainda mais os deputados que estão com o povo contra esta furada reforma da Previdência. Saiu praticamente corrido do local.

ideia atravessada

De quem é a ideia de construir celas modulares na 9ª SDP?
Dizer que é de um asno seria uma grave ofensa ao animal.

adiada votação do refis

A péssima notícia para quem tem dívida atrasada na prefeitura é que o projeto do Refis não foi votado. Foi retirado por mais uma sessão. Enquanto isso, juros e multa “só tão que come’.

mais um

O segundo vereador que foi na tribuna defender o povo pobre e trabalhador contra a desastrosa reforma da Previdência foi o Mário Verri.

contribuinte quer o refis

O vereador Odair Fogueteiro disse que não são poucas as pessoas que querem a aprovação do Refis principalmente com inclusão do IPTU e ISS. Os pedidos são o dia todo:

O vereador Odair Fogueteiro disse que não são poucas as pessoas que querem a aprovação do Refis principalmente com a inclusão do IPTU e ISS. Os pedidos são o dia todo:

Posted by Lauro Barbosa on Thursday, April 4, 2019

pauta

Na sessão desta quinta-feira sob o comando de Mário Hossokawa (na foto com o ex-prefeito Carlos Roberto Pupin), os vereadores apreciarão 10 projetos de lei e 19 requerimentos de informação. Na pauta do cerimonial, estão agendados o uso da tribuna para o índio Cauê Taiguara, que tratará sobre o Encontro de Culturas Indígenas de Maringá, e ainda a entrega de Brasão e Mérito Comunitário para o conselheiro tutelar Carlos Bonfim.

O projeto de lei complementar 1.811/2019, que institui o Programa de Recuperação Fiscal (Refis), volta à pauta para a segunda discussão. De autoria dos vereadores Altamir Antônio dos Santos, Belino Bravin e Odair Fogueteiro, o projeto conta também com emendas modificativas, supressivas, aditivas e substitutivas feitas por outros vereadores da Casa.

Entra na pauta desta quinta-feira, em primeira discussão, o projeto de lei complementar 1.816/2018, que altera dispositivos da lei que institui o programa de alimentação do trabalhador do Poder Executivo. Trata-se do aumento do vale-alimentação dos servidores, que agora será de R$ 337,50, com participação de 18,5% de cada um dos beneficiários. Pelo projeto de lei, o servidor em licença não tem direito ao vale-alimentação, exceto quando for licença-maternidade.

Outro projeto de lei que entra para a primeira discussão outorga ao médico Maurício Medeiros Lemos o título de Cidadão Benemérito de Maringá. A autoria do projeto, sob o número 14.988/2019, é do vereador e presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa.

Muito elogiado pela administração pública e também por pacientes e vítimas de acidentes na cidade, o doutor Maurício Lemos coordenou o setor da Urgência e Emergência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) em Maringá. Ele ocupou o cargo de diretor de janeiro de 2017 até o mês passado, quando pediu afastamento alegando questões pessoais após pedido da sua família.

Hossokawa afirma que a homenagem é merecedora, pois os trabalhos prestados pelo doutor foram relevantes para o município de Maringá. “O doutor Maurício Lemos, junto à sua equipe, literalmente salvou vidas. Agradecemos e homenageamos para marcar esse importante período em que ele ficou à frente do Samu”, explica o presidente da Câmara de Maringá.

À ocasião da desistência do cargo de Maurício Lemos, o secretário de Saúde, Jair Biatto, agradeceu ao incansável empenho do doutor frente ao trabalho crucial envolvendo o Samu e destacou o brilhantismo do profissional da área médica diante dos desafios enfrentados no atendimento emergencial para a população maringaense.

quinta-feira, 4 de abril

Oi Pessoal, tudo bem?
Bom dia!
De início eu convido as pessoas que estão com dívidas atrasadas na prefeitura para que compareçam a partir das 9:30 na Câmara de Maringá para além de acompanhar, pedir aos vereadores que votem favoráveis à aprovação do Refis incluindo IPTU e ISS.