Média diária da coleta seletiva aumenta em mais de 100 %

Ampliação do número de caminhões e sensibilização da comunidade garantem bons resultados para a coleta seletiva do município. A média diária de materiais recicláveis coletados em julho foi a maior do ano (26 toneladas), superando as 12 toneladas no mesmo período de 2017. Em julho de 2018, a coleta seletiva recolheu 553,51 toneladas de material reciclável, superando as 311,73 (2017), as 293,24 (2016), e as 217 toneladas (2015).
Em abril deste ano a coleta seletiva ganhou o reforço de mais 10 caminhões, totalizando 15 veículos. Trabalham na coleta seletiva, que é terceirizada, 45 coletores. Com o aumento da frota, a meta é ultrapassar as 780 toneladas mensais.
O número de trabalhadores nas cooperativas também aumentou: de 80 em 2017 para 150 cooperados em 2018. Para fomentar a geração de renda com os recicláveis, a administração disponibiliza barracões para seis cooperativas, entre eles, dois para o projeto da Central de Valorização.
A Central recebe embalagens plásticas, que passam por um tratamento químico antes de serem trituradas e transformadas em flakes. A comercialização do material garante até três vezes mais do que se fosse vendido para atravessadores. Despesas com água e luz dos barracões são custeadas pelo município.
Com o objetivo de criar ações educativas que sensibilizam a comunidade para a separação de resíduos, por meio do Conselho Gestor do Programa Pró-Catador, a administração criou uma comissão com membros das secretarias de Serviços Públicos, Meio Ambiente, Educação e Saúde que discute projetos e atividades de conscientização.
A Secretaria de Serviços Públicos (Semusp) disponibiliza à comunidade sacos plásticos biodegradáveis para o acondicionamento de materiais recicláveis. Os sacos são entregues mensalmente para cada morador durante a coleta seletiva. A comunidade pode separar os recicláveis também em outros sacos, mas deve acondicioná-los em lixeiras das ruas apenas nos dias em que a coleta seletiva passa pelo bairro.
A coleta seletiva é realizada de segunda a sexta, entre as 7h30 e 16h30, e aos sábados das 7h30 às 12 horas. Podem ser destinados papel, papelão, plástico, metal, vidro e isopor. Não devem ir para a coleta pilhas e baterias que precisam ser entregues aos revendedores. Lâmpadas fluorescentes podem ser destinadas em pontos de coleta nas redes dos supermercados Cidade Canção e Super Muffato.