não calam

Duas intermitentes interrogações (nacional e local) não calam. Meses após. A nacional: Quem matou Marielle Franco? A local: Quem roubou o celular de Angelo Rigon?