Saúde faz alerta para casos de leptospirose

Agora com as chuvas constantes é preciso o maringaense se preocupar, ainda mais, para o risco de transmissão da Leptospirose, doença infecciosa transmitida ao indivíduo pela urina de roedores, principalmente em períodos chuvosos. Quem entra em contato com água em lugares desaconselháveis como lagoas, rios, fundos de vales, terrenos baldios ou lama, deve se preocupar com algumas doenças, principalmente a Leptospirose. Só neste ano, Maringá já registrou 4 casos suspeitos da doença. No ano passado, dos 16 suspeitos, 1 caso foi confirmado. Em 2017, foram 24 suspeitos, desses 4 confirmados.